Reforma cadeira odontológica Itu | Tapeçaria Itu

Reforma cadeira odontológica Itu | Tapeçaria Itu

Reforma cadeira odontológica
clique para ampliar as imagens

Reforma cadeira odontológica »

Bom companheiro para cochilar, namorar e curtir um filme com pipoca ou uma sessão de desenho com as crianças, o sofá é, sem sombra de dúvidas, um dos grandes protagonistas da casa. Mas eleger o modelo de estofado ideal pode ser uma tarefa estressante e, para isso, algumas orientações servirão para facilitar a decisão. Confira!

 

sintético
Tecido sintético para sofá
O tecido sintético, em geral, apresenta uma resistência ótima, além de extrema facilidade de limpeza. 
Eles são impermeáveis e indicados para pessoas alérgicas e com animais domésticos.

chenille
Tecido chenille para sofá
Chenille foi muito utilizado até pouco tempo atrás e era tido como o tecido mais confortável, devido a sua maciez.
Mas, hoje, com os suedes mais acessíveis financeiramente, esta opção não é a mais utilizada.
Um dos motivos é a dificuldade de limpeza que um estofado com chenille apresenta. Por possuir muitos vincos,
ele não é indicado para pessoas alérgicas ou com algum tipo de problema respiratório,
e nem para aquelas que possuem animais domésticos em casa.

jacquard
Tecido jacquard para sofá
jacquard é uma das tecelagens complexas mais antigas e que apresenta uma resistência ótima. 
É um tecido muito utilizado na linha de estofados e, principalmente, de decoração. Isso porque,
além das diversas técnicas de estamparia atuais, ele possui uma forma de estampar com os próprios fios durante a tecelagem.
Como sua trama é bem fechada, o acúmulo de sujeira é bem menor, o que facilita a limpeza diária.

suede
Tecido suede para sofá
os suedes são os mais utilizados atualmente e, geralmente, são importados. Apresentam uma pelagem que
proporciona um conforto inigualável. São extremamente fáceis de limpar, já que não possuem tramas aparentes.
Porém, em casos de acidentes com líquidos, as manchas são as mais difíceis de tirar. 
Por isso é aconselhável a impermeabilização.

Font: www.dicasdemulher.com.br

Para escolher a espuma do seu sofá (sofá 3 e 2 lugares, sofá canto, sofá 3 lugares, sofá retrátil) é necessário pensar em duas coisas, o peso das pessoas que vão usar mais regularmente o sofá estofado e a necessidade de conforto ao utilizá-lo.

O padrão é utilizar um assento com espumas D-33 (33 g/cm³), que atende pessoas de 71 a 100 Kg com até 1.80 mts de altura. Somente em casos de pessoas com mais de 100kg que a espuma deve ser a D-45.
Um sofá firme é mais resistente e confortável. Assim, a densidade ideal da espuma deve ser de 28 g/cm³ a 33 g/cm³. 
Molas de aço ou percintas devem fazer parte da composição. As percintas são tiras largas e elásticas fixadas com presilhas de aço para sustentar a espuma, conferindo maior maleabilidade.
Se o seu objetivo é passar muito tempo no sofá, é bom optar por um que tenha encosto mais alto, para que se possa apoiar e descansar o pescoço. Mas veja se isso não vai atrapalhar a decoração do cômodo como um todo.

O conforto também é importante e um assento ou os braços podem receber espumas chamadas de soft, que são mais macias. Por isso que sofás são normalmente feitos com um misto de espumas, para deixar ao mesmo tempo firme e macio. 
O encosto nunca sofrerá grandes cargas, portanto o ideal mesmo é começar com a D-23 e colocar no máximo uma D-28, senão a sensação será de estar encostando em uma pedra.

Outro aspecto importante é a densidade da espuma, sendo a mínima indicada de 28 g/cm³ (D-28), que comporta 90 kg por assento. A D-33 suporta até 100 kg e a D-45, até 150 kg. Essas dimensões se aplicam tanto a sofás comuns quanto a sofás-cama. Vale considerar que, quanto maior a densidade, menor a maciez. Sendo assim, hoje há alternativas de espumas – soft e hipersoft – com um material diferenciado, sendo assim macias e bem resistentes à deformação. Elas podem ser sobrepostas à espuma principal e garantem mais aconchego. Porém, elas devem ter pelo menos densidade 28. No entanto, essas opções são mais facilmente encontradas em modelos feitos sob medida. Como o encosto não costuma sofrer grandes impactos, a espuma D-23 já é suficiente, mas também se pode adicionar opções de conforto. Se for adquirir peças prontas, solicite ao vendedor essas informações. Outra dica: molas e espumas amaciam com o uso.

Cada morador deve ter um assento de pelo menos 70 cm de largura. Em caso de salas muito pequenas, é melhor adquirir uma peça menor e completar com pufes.

 

Nas salas de estar, como pontua o especialista Jeferson Baraldi, “os sofás não precisam ter encosto muito alto pois o apoio das costas não é tão necessário quanto nos homes, onde o conforto é necessário”. Nos home theaters, os modelos superconfortáveis, com espuma confortável e tecidos de toque suave, são bem-vindos, assim como assentos mais profundos ou com chaises nas pontas para alonga-los, encosto mais alto e, se possível, móvel para ampliar ainda mais o conforto das sessões de cinema em casa.

 

É ideal que o assento tenha, no mínimo, 55 cm de profundidade e, no máximo, 1 metro. Essa metragem exclui o espaço ocupado pelo encosto e por almofadas complementares. Em salas de estar a indicação é optar pelos menos profundos para evitar o desconforto que os visitantes de estatura mais baixa sentem por não conseguirem encostar os pés no chão. O encosto, por sua vez, precisa ter cerca de 45 cm para acomodar a região do pescoço à cintura, “Já para um home ou um sofá-cama, essa altura não precisa ser tão obedecida, já que a estrutura do sofá é mais complexa”. Em salas que desempenham as duas funções – estar e TV –, os sofás expansíveis são os mais recomendados. E, neste caso, é necessário considerar se o espaço que eles ocuparão quando abertos é equivalente ao espaço livre da sala. “Se for utilizado como divisor de ambientes, deve-se tomar cuidado para que não seja muito alto e atrapalhe a integração”, complementa Jeferson Baraldi.

 

Em torno do sofá, é necessário ter, no mínimo, 70 cm de circulação. “Encostos mais finos e braços não tão largos são sempre boas alternativas para o móvel ocupar menos espaço”. Antes de comprar o sofá, outra dica é tirar as medidas do local onde ele ficará para ajudar a visualizar a área que ele ocupará. Caso opte por nossa fabricação personalizada é possível fazer todas alterações necessárias como ajuste em medidas, troca de materiais, densidade de espumas e detalhes adicionais como costuras, botões, pés entre outros, nossos profissionais com certeza irão lhe ajudar a encontrar a melhor opções para seu desejo!

 


Reforma cadeira odontológica »

 

  • Reforma de cadeira odontológica
  • Trabalhamos com os melhores profissionais (tapeceiros)
  • Utilizamos espumas, tecidos e madeiras da melhor qualidade na reforma de sua cadeira odontológica
  • Sempre com os mais variados tipos de tecidos

​Faça seu orçamento online para reformar sua cadeira odontológica
Com apenas alguns cliques e sem sair de casa.

 

Atendimento via Formulário de orçamento online 24 horas